Mensagem

Todas as coisas foram pesquisadas,

Conferidas, catalogadas em séries,

Não resta mais nenhum prodígio

No seio da Terra, no seio do ar.

O mundo é um bocejo.

Entretanto (como explicar?)

Chega de manso, infiltra-se em nossas paredes

De casa, de carne,

Impressentida essência

(Melodia, memória)

E nos subjuga: Natal.

Carlos Drummond de Andrade

One thought on “Mensagem

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

Create your website with WordPress.com
Iniciar
%d bloggers like this: