Mar

Disse-lhe do mar,
ora eivado de azul forte ora claro,
das nuvens que corriam, ligeiras,
competindo com bandos de gaivotas.

Disse-lhe da imensidão da praia,
das dunas castigadas pelo vento norte
onde crescem cardos marítimos.

Nos olhos de ambos, um veleiro.

Maria E.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

Create your website with WordPress.com
Iniciar
%d bloggers like this: